Texto por Colaborador: Redação 16/07/2021 - 18:00

Somando sua sexta partida sem vitória, o empate sem gols no duelo de ida das oitavas da Libertadores só não agradou menos que a atuação, considerada por praticamente todos os jornalistas como abaixo da crítica. Precisando agora vencer no Beira-Rio (coisa que não ocorre desde MAIO), o Colorado não poderá correr o risco de sofrer um gol, deixando o empate no colo da equipe paraguaia. Tendo novamente escolhas sem sentido e priorizando a marcação, o técnico Diego Aguirre esteve no olho do Furacão. Confira o que de principal se disse após Olimpia 0x0 Inter:

CARLOS GUIMARÃES - R. GUAÍBA

Como foi mal o Aguirre hoje. Time só viveu de balão, sem nenhuma articulação. Sem sentido ter colocado Johnny, não usou as outras trocas, pareceu que queria só não tomar gol. Fora atuações individuais terríveis contra um time que é bem fraco. Se organizasse, venceria, mas não.

Jogo de muito balão, muita tentativa de bola longa e muito passe errado. Tecnicamente ruim, bem ruim. Defesa do Inter novamente com problemas, mesmo com o Olimpia sendo um time com fragilidades. Bem fraco o jogo até agora.

Hoje, me lembrou o Inter do Argel: balão pra aproveitar primeira bola e o que sobrar é o que vai ser a jogada. Primitivo, primário, sem modelo, sem finalidade. Nada, não teve nada.

A definição que alguns têm de "jogo reativo" é completamente equivocada. Inter não foi reativo (porque não teve proposta do Olimpia). Foi jogo de bate-volta, balão de dois lados. Insistem em confundir jogo reativo com jogo feio, é um grande erro de conceito.

ROBERTO PAULETTI - BAND

Jogo que era para ter ganho. Não é possível jogar contra um time fraco como esse do Olimpia e nesse ritmo lento com passes para trás, para o lado. Podia ter perdido também porque eles tiveram chances, agora o SCI desperdiçou uma grande chance de vencer hoje. Faltou ambição dos jogadores mas especialmente dos jogadores e especialmente do treinador. Aliás, que decepção tem sido o Aguirre em? Ele escala bem o time mas na hora de mexer? Hoje ele entregou o jogo, ele não quer ganhar o jogo, ele tem medo! O que ele precisa para entender que o Johnny não pode jogar com o Dourado, que o time acaba recuado e perde ofensividade. O que se passa na cabeça de um treinador que faz reiteradamente isso e perde os pontos como ele tem perdido um atrás do outro por causa dessas bobagens que ele faz. Ai coloca o Palácios (que por sinal entrou bem) e não era para ter tirado o Caio, mas o Patrick, que era o pior em campo disparado.

O Aguirre tem que se ligar, está na hora de mexer no time do Inter. Agora o Bruno Mendez foi muito bem em, segundo jogo, foi bem por cima e por baixo. Agora, de novo, esse time do Olimpia é fraco, não pode deixar de ganhar um jogo desses por falta de ambição, por mexidas erradas de novo do treinador. Não é possível isso.

LUCIANO PÉRICO - GZH

Olimpia e Inter não podem reclamar do resultado. As duas equipes fizeram um primeiro tempo muito pobre tecnicamente. Excesso de erros, de parte a parte. A bola parou o tempo inteiro. O melhor momento da equipe de Diego Aguirre foi um chute de Caio Vidal aos 29 minutos, que teve grande defesa de Aguilar. Um pouco antes, atacante colorado já havia feito o goleiro paraguaio trabalhar. No último lance da etapa final, Daniel - o melhor da partida - salvou o Inter, após conclusão de Alejandro Silva.

No geral, entre erros e acerto de cada lado, 0 a 0 foi um placar que retratou o que foi a partida. Tudo se decide dentro do Beira-Rio. O Colorado terá que mudar uma sequência ruim de não vencer em casa. E voltar a meter na rede dos adversários. Já são seis jogos sem vitórias na temporada. Vale lembrar, que qualquer empate com gols serve para o Olimpia. Se quiser passar, o time de Aguirre precisa melhorar bastante o desempenho se quiser seguir na Libertadores.

LELE - GZH

Mais um empate sem gols, só que desta vez o melhor em campo foi o nosso goleiro. Isso define bem o jogo de no Paraguai. É bem verdade que não foram muitas chances claras do Olimpia e, na melhor de todas, a bola foi pra fora. Mas o que sobrou de competência pra Daniel, faltou para os nossos atacantes.

Aguirre insistiu, de novo, em Johnny e Dourado juntos, o que dificulta bastante as coisas pra um dos garotos mais promissores que temos nos últimos tempos. Ainda mais se considerarmos que nosso meio-campo tem espaços gigantescos entre as peças.

Patrick foi muito mal em 70 minutos e permaneceu em campo até o final. Caio Vidal, que havia criado as melhores situações de gol, foi substituído. Sigo entendendo que falta tempo para treinar – e o calendário é esse mesmo, todo mundo sabe – mas, realmente, há coisas que só o treinador entende.

RAFAEL DIVERIO - GAÚCHAZH

Como resultado, o 0 a 0 saiu até positivo pro Inter, dada a má partida no Paraguai. Pra efeitos de classificação, não se enganem: é um MAU resultado. É o Olimpia que joga por empates no Beira-Rio.

DIOGO OLIVIER - RBS

Será um semestre longo para o Inter, a julgar pelo sofrimento que passou neste 0 a 0 medonho no Paraguai, contra o Olimpia.

DIMITRI BARCELLOS - RÁDIO INFERNO

Alguém, sinceramente, consegue confiar num 0 a 0 fora de casa como bom resultado se tratando de um time que não vence em seus domínios há 2 meses?

MAURÍCIO SARAIVA - GE

Qual a novidade de alinhar Johnny e Dourado, que são o mesmo jogador, e perder o meio e passar a ser pressionado sem tréguas?

As trocas equivocadas de Aguirre submeteram o Inter ao Olímpia. Daniel, melhor em campo, 0x0 só é melhor do que perder…empate com gols no Beira-Rio dá vaga ao Olímpia.

A boa notícia foi a entrada confiante de Palácios no segundo tempo, pode retomar espaço logo adiante. Daniel sustentou o zero a favor, faltou de novo efetividade ofensiva. Empate com gols no Beira-Rio dá Olímpia. Logo, 0x0 é resultado regular pro Inter.

FILIPE DUARTE - GZH

Bruno Méndez está longe de ser o novo Lugano, mas já fez mais do que todos os outros zagueiros da base que o Inter usou nesta temporada. Tem mostrado boa leitura de antecipação e imposição física

Bom, está mais do que claro que a entrada de Johnny não fez o Inter melhorar. Olimpia segue se impondo e levando perigo ao Daniel e o time colorado ainda perdeu a pouca criatividade que tinha por dentro. 

Nenhum sentido esta última troca do Aguirre já nos acréscimos. Tira um volante (Edenilson) pra colocar um centroavante (Vinícius Mello). Na teoria, torna o time mais ofensivo. Mas agora?

Empate fora de casa não é ruim, mas Inter ficou na base da transpiração. Muita bola longa, dificuldade pra trocar passes e trocas estranhas de Aguirre. Time até criou chances, mas Olimpia foi mais perigoso, transformando Daniel no destaque do jogo.

Comparei as estatísticas dos jogos contra o Olimpia. Dois meses depois, com Aguirre no lugar de Ramírez, Inter finalizou menos, trocou menos passes e mais do que dobrou o número de lançamentos. É outro time! 

Categorias

Ver todas categorias

Aguirre é a escolha certa do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

1394 pessoas já votaram